20 março 2009

Luiz Vaz de Camões - poeta incompreendido!


AMOR É UM FOGO QUE ARDE SEM SE VER

 

Amor é um fogo que arde sem se ver, 
é ferida que dói, e não se sente; 
é um contentamento descontente, 
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer; 
é um andar solitário entre a gente; 
é nunca contentar se de contente; 
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade; 
é servir a quem vence, o vencedor; 
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor 
nos corações humanos amizade, 
se tão contrário a si é o mesmo Amor?

      Luiz Vaz de Camões

2 comentários:

Ademar Oliveira de Lima disse...

Myla este cara, O Luisinho, é o meu professor preferido com um olho só, ele vê mais que qualquer um de no´s com os olhos+luneta!
Um abraço!!! Ademar!!!

Mylla Galvão disse...

Ademar,
Eu concordo com você quando diz que Camões Vê mais com um olho só... Mas foi e é ainda muito imcompreendido! Só quem tem alma de poeta o comprende!!!
Um abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...