03 março 2009

Meus Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade


    AUTOPSICOGRAFIA

    O poeta é um fingidor.
    Finge tão completamente
    Que chega a fingir que é dor
    A dor que deveras sente.

    E os que lêem o que escreve,
    Na dor lida sentem bem,
    Não as duas que ele teve,
    Mas só a que eles não têm.

    E assim nas calhas de roda
    Gira, a entreter a razão,
    Esse comboio de corda
    Que se chama coração.

    Fernando Pessoa

No meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra

Carlos Drummond de Andrade


Por que gosto desses dois poetas??? Um português e um brasileiro???
Porque me identifico com os dois. Fui poetiza um dia, na minha adolescência... Compunha muito, mas as minhas poesias se perderam pelo mundo... Foram-se ao sabor do vento... Hoje já não faço mais versos, a inspiração falta-me!!!
As vezes ela chega sorrateira, inspira-me, mas como não tenho onde colocar as palavras, ela se vai... E demora muito a voltar...
Lembro-me com uma urgência na mente, do título de uma poesia minha: LUA IMAGINADA, falava de uma mulher que imaginava a lua através da janela, beijando os lábios de seu amor!!!
Gosto de Fernando Pessoa porque para mim ele é um poeta completo!!! Um gênio!!! Capaz de criar três personalidades, três vidas diferentes, dentro de si mesmo.
Queria eu ter o mesmo dom, para expressar de vários modos diferentes, esse amor, enorme amor, que tenho dentro do coração...
Um amor tão grande, que as vezes transborda o coração e verte-se em lágrimas de tristezas infinitas...
E gosto de Drummond porque em sua genialidade de poeta mineiro, soube criar um mistério, por muitos já decifrado, mas por muitos odiado, de uma singela pedra no meio do caminho!!!
O que poderia ser essa pedra??? Muitos já me perguntaram... Eu apenas disse a eles: leiam a vida de Drummond e encontrarão a resposta.
Por que não fala você mesma? Porque assim perderia a graça, o mistério da poesia.
Os poetas são para mim, um misto de dor e alegria; amor e paixão; ciúme e desejo... Tudo aquilo que sonhei um dia, mas que jamais alcançarei...
Não querer ser famosa, mas ao mesmo tempo sonhando em ser...
Uma dualidade constante dentro do peito...
Por esse AMOR, um dia terei coragem de descortinar o MUNDO!!!

2 comentários:

Roberta disse...

Oi Milene, gostei muito desse texto pq ele fala do dia a dia de nossas vidas! Todos temos amigos, mas nunca sabemos mesmo quem realmente são nossos AMIGOS de verdade, pras horas difíceis...Pq tbm acho q os AMIGOS de verdade, ñ são aqueles de copo, ou de rua, e sim são aqueles q nos estendem a mão quando estamos afundando! Muito bom seu texto! Fala a verdade!
Abração pra vc!
Bjão!
Roberta Toppini

Mylla disse...

Oi Roberta,
Eu entendi o que vc quis dizer sobre AMIGOS, mas infelizmente vc comentou em textos... Esse texto acima fala sobre Meus poetas preferidos e não sobre amigos... Mas mesmo assim valeu!!!
Bjokas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...