04 julho 2009

DEPRESSÃO - O QUE É E QUAIS SÃO OS SINTOMAS?


DEPRESSÃO: é uma desordem psiquiátrica muito mais frequente do que se imaginava. Estudos recentes mostram que de 10% a 25% das pessoas que procuram os clínicos gerais apresentam sintomas dessa enfermidade.

SINTOMAS:
* ESTADO DEPRIMIDO: sentir-se deprimido a maior parte do tempo;

* Sensação de inutilidade ou culpa excessiva;

* Dificuldade de concentração;

* Fadiga ou perda de energia;

* Distúrbios do sono: insônia ou hipersônia praticamente diárias;

* Perda ou ganho significativo de peso, na ausência de regime alimentar;

* Ideias recorrentes de morte ou suicídio;

FATORES DE RISCO PARA DEPRESSÃO:

- História familiar de depressão;

- Sexo feminino;

- Idade mais avançada;

- Episódios anteriores de depressão;

- Parto recente;

- Acontecimentos estressantes;

- Dependência de Droga.


Sabe amigos, hoje estou aqui para falar da Depressão. Esse mal tão antigo que atinge milhões de pessoas. Ela chega assim de mansinho, sorrateira, sem avisar ninguém e se apossa de você de uma tal maneira, que quando você descobre... já é tarde demais...
Tenho muitos parentes na minha família com esse mal. Tenho dois irmãos, um filho, a minha mãe, uma irmã... Até eu mesma sofro desse mal... E não é fácil para alguém, assumir que está com depressão... A minha eu consigo controlar... É leve, dá prá levar numa boa...
Agora nos outros casos da família, a coisa anda meia pesada... Minha mãe, desde que meu pai morreu, está em depressão profunda. Uns dias ela está normal, outras chora de dar dó... Junte-se a isso a um princípio de Mal de Alzheimer. Vive lá, presa, confinada em seu mundo... Conversa com pessoas que já morreram e que ela jura que estavam ali ao lado dela. Chama pelos mortos: meu pai, meus avós (seus pais).
Um de meus irmãos, além do quadro de depressão, foi diagnosticado esquizofrenia. Esse vive num só dele também... Vive uma vida além daquela que ele tem. Tem talvez uma vida de príncipe fictícia... Como se o dinheiro trouxesse a felicidade de alguém... O que traz no entanto, é dor e sofrimento. Corrupção do ser humano...
Minha irmã teve e tem altos e baixos em sua vida. Mas qualquer pessoa tem...
O que não pode é deixar se influênciar por essa energia ruim que toma conta de nosso corpo. Temos que lutar ferozmente contra ela. Se a vida nos faz infelizes, temos que tentar achar no meio desses percalços, algo que nos possa fazer felizes...
Uma vez li um livro muito interessante chamado: Pollyana - Heleanor H. Porter,
esse livro conta a história triste de uma garotinha que perdeu o pai, um pastor e foi viver com uma tia depressiva. Essa tia tinha aversão a sujeira, a simplicidade, tudo tinha que ser do jeito dela. Mas a partir do dia em que Pollyana vai viver com ela em sua casa; sua vida muda completamente... Da sua vida obscura, triste, sem sentido... Nada resta.
A sobrinha ensina a tia a jogar "O Jogo do Contente"... Esse jogo consiste, em encontrar em qualquer motivo triste, um meio de ficar contente!
Por exemplo: Se você quebrou a perna e não pode andar, tem que ficar de repouso em casa... Pense que se permanecer de repouso, sua cura virá logo e assim vai se curar depressa!
Há uma frase no livro que diz mais ou menos assim: "Se houvesse um remédio chamado Pollyana, eu o receitaria em pílulas para todos os meus doentes"
Pois bem, nunca me esqueci deste livro... Ele seria a salvação para muitos pacientes de depressão, pois o maior e mais poderoso sintoma dessa doença é uma tristeza sem fim que se apodera da gente!
Essas pessoas com depressão poderiam tentar jogar o jogo... "O Jogo do Contente"... E talvez encontrassem um meio de serem felizes de novo!!!
Simples assim!!!


Fonte: http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/depressão.asp

Foto: Google


6 comentários:

Eduardo P.L disse...

Depressão, doença moderna!

Christi... disse...

Mylla querida, te agradeço pela sua presença comigo no blogue que tenho, fico muito feliz de te ver fazendo parte dele, e eu já estou pra vir aqui na sua casa um tempinho já.
Olha, to lendo aqui o comentário do Eduardo.
Depressão não é doença moderna, é uma doença que tem milênios, desde que, o homem é homem, ela existe. Porque ela coexiste na alma, assim como as doenças no corpo, é mais imponente que outra qualquer, com relações muito grandes, que deriva diversas outras, como deve saber.
Pra escrever um post, com tanto detalhe familiar.
Eu sei como é o quadro de esquizofrenia em alguém que amamos, é duro, é intenso, é muito maior e nem tão generalizado como a novela mostra..
E a depressão é sim, lenta e muitas das vezes se a pessoa sofre grande perda, todos ao seu redor, assemelham a duração dessa "tristeza" ao problema sofrido, seja perda de alguém querido, um desemprego, ou algo do gênero...
Mas é tão doído e muitas outras fugas erradas, como vícios e manias são derivados de depressões diagnosticadas tardiamente e sendo tratadas por parentes e familiares até, de forma leviana, como uma expressão assim, digamos..." é palhaçada..ta querendo atenção pra si...e por aí vai".

Deus cura depressões, porque Ele muda o foco com que olhamos a vida.
Sabendo entender que teremos que passar por vales e em outros momentos aproveitaremos o vislumbre das montanhas.

Que Ele te toque e toque sua família tb, de forma curativa e com muito bálsamo nas feridas na alma.

Beijos querida.
Desculpa a demora a vir..

Chris

Mylla Galvão disse...

Depressão não é doença moderna, Eduardo... é doença velha com nome novo... é doença da alma...
Quando a alma tá doente, o corpo acompanha e sofre tb!!!
Obrigado pela visita ao blog!!!

Mylla Galvão disse...

Obrigado a amiga Chris pela visita...
Bjs

Du disse...

Muito importante este post, desperta consciências!
Eu li Polyanna na minha adolescência e nunca mais esqueci do "Jogo do contente"! Procuro praticar até hoje!

Beijão, querida!

Mylla Galvão disse...

Dú, acho que deveria se tornar leitura obrigatória...
o Jogo é bom demais!!!
Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...